Bordando o Sete! Conheça os feltros e bordados divertidos de Shahanaz

0
821

Artesã de Embu das Artes, Shahanaz Almeida Nomiyama é a terceira de quatro irmãs. Todas com nomes diferenciados: Semiramis, Shalimar e Samara. Shahanaz trabalha com feltro e tecidos bordados à mão, e expõe na Feira de Embu das Artes há sete anos.

“Comecei o artesanato por acaso, sempre trabalhei em confecções de roupas. Era responsável pelos calçados e acessórios de marcas famosas, e fazia cursos como hobby. Alguns irão se lembrar do famoso jeans do Raio, do F e Carmim! Hoje trabalho em casa no meu ateliê! Adoro!”, conta a talentosa artista de 53 anos.

Sobre seu nome, que é de origem persa, ela brinca: “É difícil, né?”. E continua, rindo: “Me chamam de Sha ou Shasha! Sou mulher e digo isto pois nunca sabem falar meu nome e já me chamaram várias vezes no telefone de Sr. Shahanaz!”.

Shahanaz é neta de japonês e filha de uma mineira da cidade de Formiga – MG, mas nasceu em Santo André, em São Paulo, e morou em Belo Horizonte na adolescência. De família grande, a artesã conta que já na infância tinha um “pezinho” nas artes. “Sempre fui ligada à pintura, até que fiz Faculdade de Belas Artes na FEBASP – Faculdade de Belas Artes do Estado de São Paulo”.

No fim da faculdade, optou pela confecção, abandonando o desenho. Chegou a ter uma pequena fábrica de calçados artesanais, que chamava -se Anestesya. “Durou sete anos! Depois de vários planos econômicos tive que fechar a fabriquinha”, conta.

“O artesanato sempre esteve presente em minha vida, fazia cursos de vários segmentos, pintura em porcelana, mosaico, papier maché, velas, e por fim o patchwork. Comecei na Feira por meio do patchwork, mas hoje trabalho mais com feltro do que com tecidos”, explica.

E como Shahanaz veio parar em Embu das Artes? Seu marido, que ela conheceu enquanto morava em Ilhabela, é embuense. Eles estão casados há 17 anos.

Bordando o Sete

O nome Bordando o Sete foi escolhido com votação em família, o logotipo foi criado por uma amiga design. “Ficou a cara do meu trabalho! Com pontinhos e a agulha, simboliza bem o bordado a mão”, disse.

As peças em feltro são a maioria bordado a mão. “Faço temas variados, mas sempre o que gosto! Hoje faço tudo sozinha, no início, minha irmã expunha na feira comigo.”

O processo de criação de Shahanaz é todo manual. “Faço as compras dos materiais pela internet ou na 25 de março. Faço os desenhos, corto, costuro, bordo e finalizo a montagem”, conta. Uma boneca como a Frida Kahlo, por exemplo, demora um dia para ser feita.

“Os chaveiros de raças de cachorros são o carro chefe da barraca, faço 23 raças, e hoje tem os gatinhos também. Todos os chaveiros são feitos a mão, cortados e bordados. Estes consigo fazer uma produção boa, de 50 chaveiros por semana.”

Atualmente a Shahanaz não está mais na Feria de Embu das Artes, mas segue atendendo encomendas de clientes que a encontram pela internet ou no WhatsApp. “Tenho encomendas personalizadas de São Franciscos, animais de estimação, lembranças de maternidade e aniversários também.”

Hoje em dia a artesã mora em Embu das Artes, tem uma gata, a Jolie, e uma cachorra a Iaia. Gosta de assistir Netflix e sonha em viajar novamente para Europa, Estados Unidos e ainda conhecer países novos.

Serviço

Você pode encontrar a Shahanaz e mais de seu trabalho nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/bordandoosete7/
Instagram: @shahanaz_nomiyama
email: [email protected]

Anúncio