fbpx
O que você procura?
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt

Cores marcantes! Conheça a arte do embuense Luan Ribeiróvisk

Se você entrar no Instagram de Luan Ribeiróvisk, a primeira impressão que fica é a de uma arte extremamente colorida. Conforme vai conhecendo e analisando melhor suas obras, começa a compreender as emoções e a profundidade que elas oferecem.

Temos a honra de começar a nossa série Domingo é Dia de Feira! com esse artista embuense, filho de artista plástico e influenciado pela arte e por Embu das Artes desde o seu nascimento. Vamos conhecer Luan Ribeiróvisk!

Domingo é Dia de Feira! #1: Luan Ribeiróvisk

Vamos começar do começo

Filho de Leonidas, que veio para Embu das Artes nos anos 80 por conta da Feira, Luan explica que a arte é o verdadeiro negócio da família. O trabalho do pai, que é artista plástico, sempre foi comercializado pelas galerias de Embu.

Quando Luan fala de Leonidas, é com muito carinho e orgulho: “Sua carreira é bem admirável, com importantes reconhecimentos e clientes no mundo todo. E sem dúvidas, um nome importante na história da Feira de Embu das Artes, presente nela há mais de 30 anos”.

Já nascido em berço artístico, Luan conta que “toda lembrança da infância tem momentos no atelier, com artistas e falando sobre arte no geral”. Tanto que, assim que completou 15 anos, teve o impulso de desenvolver seus estudos artísticos – para seu próprio objetivo profissional, mas também para ajudar os pais.

Encontrando seu próprio caminho: as cores!

Após pesquisar muitas técnicas e referências em diferentes campos das artes visuais, Luan desenvolveu sua própria marca de forma orgânica: as cores marcantes.

“Acabei conhecendo a teoria das cores pelo design, e toda a força que as cores tem em direcionar os sentimentos e interpretações do espectador. Aos poucos fui me apropriando dessa ferramenta, até que hoje é bem marcante no meu estilo.”

Hoje em dia, o trabalho de Luan já ganhou um reconhecimento imenso. O artista já realizou trabalhos para grandes empresas e pessoas conhecidas. Os de mais destaque foram um quadro para Rafaella Santos (irmã de Neymar Jr.):

E também para a empresa Spotify em parceria com a dupla sertaneja Jorge e Mateus, pintando um mega grafite de quase 30 metros em uma parede de Goiânia para anunciar o lançamento de dois singles. Incrível!

Apesar dos grandes trabalhos e do reconhecimento nacional, Luan parece não se esquecer das raízes. Extremamente orgulhoso de sua família e da relação com Embu das Artes, o artista tem diversas obras maravilhosas aqui pela cidade. Vamos conhecer alguns:

Embu das Artes, a Feira e o incentivo necessário: Precisa manter a chama acesa

Como já ressaltamos, Luan demonstra grande orgulho da Feira e de Embu das Artes. No entanto, isso não impede que o grafiteiro opine sobre as dificuldades do desenvolvimento artístico que os próprios artistas encontram no território que, supostamente, deveria incentivar as artes.

Eu nasci em Embu. A Feira da cidade é uma ferramenta que meus Pais usaram para viver de arte e nos criar com arte. Nascer, crescer, morar a 10 minutos da feira, ter contato com vários artistas e ter minha família vivendo de arte na cidade, é o meu maior privilégio de poder ter hoje, uma carreira de 10 anos como artista tendo apenas 25  anos de idade.

Porém, como Luan pontua, a cidade não aproveita as questões artística e culturais. “Precisa manter a chama acesa”.

Os artistas da cidade, principalmente os jovens, tem muita dificuldade em desenvolver e usufruir da parte comercial artística da cidade. Não se tem nenhum projeto que coloquem eles de frente ao público que ainda vem e consomem. Não se existem salões de arte (com uma seletiva transparente sem panelinha) com premiações em dinheiro e visibilidade ao vencedor e aos destaques. Não temos editais para projetos direcionados ao desenvolvimento cultural. Não existe nenhum trabalho para manter a cidade como rota principal para turismo, como é feito em Paraty, por exemplo.

Quando postamos a foto de Luan no feed do Instagram da @embudasartesnet, muitas pessoas vieram elogiar e disseram que não tinham ideia que era de um artista da cidade. Essa impressão vem ao encontro de uma opinião de Luan: “Temos artistas ganhando visibilidade nacional e internacional, e ninguém sabe que é de Embu”.

Para que o jogo comece a virar e termos em Embu o devido reconhecimento dos artistas, Luan propõe que “o caminho deveria ser aproveitar e investir o grande potencial econômico que a cidade turística tem, abrir o leque e fazer movimentar as produções artísticas e culturais na cidade”.

Não poderíamos concordar mais!

Acompanhe Luan no Instagram:

View this post on Instagram

A arte salva!

A post shared by Luan Ribeiróvisk (@luanribeirovisk) on


Agradecemos imensamente a disposição de Luan Ribeiróvisk em responder essa entrevista. Suas respostas vieram totalmente corroborar nossa iniciativa de divulgar as produções artísticas da cidade. Esse foi o primeiro episódio da série Domingo é Dia de Feira e esperamos que seja o primeiro de muitos!


Leia mais:

Sucesso! Lista de Delivery gratuita chega a Embu das Artes

Lista de Delivery dá descontos exclusivos em Embu das Artes

Hum! Comida japonesa tem entrega com desconto em Embu das Artes

NOVIDADE! Conheça os melhores donuts de Embu das Artes


Comentários

Posts relacionados